domingo, 10 de janeiro de 2010

É GALO OU RAPOSA? (José Drumond de Oliveira)


É GALO OU RAPOSA? (José Drumond de Oliveira)

Uma semana faz que em gesto descuidado
De andar em frente a olhar para um lado eu topei
C'um tal muro de pedra, austero e bem postado,
Que "achou" minha cabeça; então foi que notei!

Não foi tão mal assim eu quase desmaiado
Ter em meu "globo" zonzo um olho de nissei.
Pior é ser agora "Azulino Estrelado"
Torcedor do Cruzeiro após o que passei:

É o Atletico um clube, o "Galo" que eu respeito,
Mas cinco estrelas tenho inscrustadas no peito,
No coração Cruzeiro, a Raposa Travessa.

Um moço Atleticano uma escrita e um desenho
Mostra ao meu bairro inteiro e diz que agora eu tenho
Coração de Raposa e o Galo na cabeça!

JOSÉ DRUMOND DE OLIVEIRA, nasceu em Barra Grande, municipio de Mesquita/MG. Comerciario, cursou locução para Radio, estuda educação artistica (2007-2009). Participou da Coletânea Caminhando com a Poesia, pela Editora Komedi, em 1997. Classificado em segundo lugar no IV Premio Moutonnée de Poesia, 1993, em Salto/SP
Na foto, sua apresentação na ACADEMIA CAMPINENSE DE LETRAS, durante o evento da Casa do Poeta de Campinas no ultimo dia 12/12/09

9 comentários:

  1. e melhor acabar de escrever as poesias e que são uma merda!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  2. ya tem razão nao prestam nem um corno!!!!!
    josé drumond de oliveira acaba ja de escrever poesias!!!!

    ResponderExcluir
  3. Isso é um soneto alexandrino, com regras perfeitas de rimas e metrificação.É coisa de gênios como Olavo Bilac, Machado de Assis, Luiz de Camões e outros. Alheia, certamente, ao parco conhecimento desse tal "anônimo".
    Parabéns José, seja lá quem for Voce.

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, linda poesia!

    ResponderExcluir
  5. Voei como um pássaro...dentro da sua poesia. linda!!!

    Maria

    ResponderExcluir
  6. raquel Alves de Oliveira16 de outubro de 2011 13:00

    Linda poesia meu amigo.Vc brincou com as palavras de uma forma que só quem sabe faz.Parabéns.

    ResponderExcluir
  7. A poesia é um emaranhado de pensamentos resolvidos ou não,bem ou mal vividos,mas se tratam de momentos significantes de nossas tão breves existências.Apesar de não ser raposa ou galo amei sua poesia.gostei muito da simplicidade e colocação das palavras.vc é show.

    ResponderExcluir
  8. Amigo, que saudade!
    Lindo seu trabalho. Amei.
    Sou sua fã, você é uma pessoa talentosa e encantadora.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. fino,esse zeze da dona edith é muito bom

    ResponderExcluir